ISSN 1831-5380
Mapa do sítio | Advertência jurídica | Cookies | Perguntas mais frequentes | Contacto | Imprimir a página

10.4.10. Aspas

As aspas, ou comas, utilizam-se:

a)
Para enquadrar as citações de textos originais ou indicar a transcrição rigorosa de um texto e colocam-se no princípio e no final da mesma transcrição:
«Nenhuma nação do Mundo fez coisas tão grandiosas como Portugal, relativamente à sua extensão e população.» (Leroy Beaulieu)
b)
Nas palavras e expressões apostas:
os montantes compensatórios «de adesão»
c)
Nos termos a definir:
entende-se por «poluição» qualquer descarga…
d)
Nos termos e textos a acrescentar, a corrigir ou a substituir:
acrescentar o que se segue: «…»
e)
Nas designações abreviadas (as aspas não são retomadas posteriormente no texto):
o Comité Permanente do Emprego (a seguir designado por «Comité»).

Também se chamam vírgulas dobradas ou simples e têm ainda outra utilidade: colocadas por debaixo de palavras ou de linhas, dizem-nos o mesmo que igual, idem, a mesma coisa. As vírgulas dobradas e simples usam-se quando se quer introduzir uma citação numa frase que já tem aspas:

«Os homens devem “ser compreensivos, ‘bons’, e respeitosos” dos seus iguais».

A pontuação coloca-se antes da coma de fecho quando a expressão ou frase fica inteiramente abrangida pelas aspas. No caso contrário, coloca-se a pontuação a seguir à coma de fecho:

O chefe disse: «O Albino está despedido!»
O artigo atrás mencionado diz que «as aspas vêm antes do ponto».
N.B.:

O primeiro nível de aspas a utilizar corresponde às aspas angulares («»).

Quando necessário, utilizam-se três níveis de aspas devidamente hierarquizadas:

«…»
  — as aspas angulares,
“…”
  — as aspas curvas duplas ou vírgulas dobradas,
‘…’
  — as aspas curvas simples ou vírgulas simples.
Última atualização: 30.4.2012
Topo da página
Página anteriorPágina seguinte