ISSN 1831-5380
Mapa do sítio | Advertência jurídica | Cookies | Perguntas mais frequentes | Contacto | Imprimir a página

4.2.3. Preparação do texto

Convenções para a datilografia

Para otimizar os processos de trabalho com vista à produção (papel, CD-ROM, DVD, Internet, etc.), é indispensável respeitar as seguintes regras:

Geral
Datilografia «ao quilómetro» (sem paginação).
Texto não justificado, não dividindo as palavras no final da linha, mesmo tratando-se de palavras compostas.
Espaços na pontuação: ver o ponto 6.4.
Tratamento lógico e coerente do texto (utilizar os mesmos parâmetros para os elementos idênticos de um documento).
Carateres
especiais
Utilizar os carateres especiais disponíveis.
Evitar a transliteração («ss» em vez de «ß», «ue» em vez de «ü», etc.).
Utilizar sempre os algarismos 1 e 0 do teclado, e não o «l» ou o «O» maiúsculo, em sua substituição.
Para o «º» ordinal (1.º, 2.º...) ou em «n.º», utilizar a sequência Alt 167 ou Alt 0186 [não utilizar o sinal «°» do teclado Azerty nem a sequência Alt 0176 (símbolo do grau «°»)].
Para as reticências (…), utilizar a sequência Alt 0133 ou Ctrl-Alt-ponto final (.) [não utilizar três pontos consecutivos (…)].
Números
Números que exprimam quantidade: separar os grupos de três algarismos por um espaço (espaço protegido) e não por um ponto (exemplo: 300 000).
Números usados numa enumeração, como anos, numeração de páginas, etc.: não usar espaço (exemplos: 1961, p. 2064).
Números decimais: com uma vírgula (exemplo: 13,6), e não com um ponto.
Regras de escrita dos números: ver também o ponto 10.9.
Espaços protegidos
Permitem evitar que sejam separados no fim da linha elementos que devem formar um bloco único.
Utilizar unicamente nos seguintes casos, além dos que são indicados nas regras de pontuação (ver o ponto 6.4):
n.º• JO L• 10•000
p.• JO C• C.•M. Dupont
N.B.:
No Word, o espaço protegido obtém-se carregando em Ctrl-Shift-Espaço ou digitando Alt 0160.
Gráficos, imagens
e quadros
Juntar os gráficos e as imagens em ficheiros separados, em formato de alta resolução.
Verificar os direitos de reprodução/copyright das imagens e ilustrações.
Assinalar o ponto de inserção da imagem ou do gráfico com uma etiqueta clara (<IMAGEM 1>, <GRÁFICO1>, <QUADRO1>, etc.).
Entregar os ficheiros Excel separadamente.
Aspas
Utilizar as aspas específicas da língua.
Em português, existem três níveis de aspas (entre parênteses, o código alfanumérico a utilizar para introduzir as aspas):
nível 1
(citação principal)
«…» (Alt 174/Alt 174)
nível 2
(citação na citação)
“…” (Alt 0147/Alt 0148)
nível 3
(citação na citação na citação)
‘…’ (Alt 0145/Alt 0146)
Apóstrofo
Nos textos ou notas numa língua que utilize o apóstrofo, usar o apóstrofo tipográfico correto ( ou , em função da família de carateres utilizada) obtido com a sequência Alt 0146 e não com o símbolo (') do teclado.
Maiúsculas/
minúsculas
Não datilografar todo o título em maiúsculas.
Acentuar as maiúsculas (África, À…); ver também o ponto 10.7.
Utilizar as maiúsculas/minúsculas de acordo com as regras do presente Código de Redação (ver o ponto 10.7).
Notas de rodapé
Utilizar exclusivamente a função References/Insert footnote.
No caso de um manuscrito destinado a ser publicado em suporte de papel, em princípio é inútil ou até prejudicial reformatar manualmente os números das notas. Por exemplo: o Word gera 1 -, os revisores de provas aplicam (1). O tipógrafo recupera apenas a função Footnote; compete-lhe reformatar corretamente os números das notas de rodapé, de acordo com as convenções do presente Código de Redação.
Numeração clara das notas em algarismos árabes (reservar outros sinais como asteriscos ou letras para os casos específicos).
Evitar as referências do tipo idem ou ibidem, já que a apresentação do texto na obra impressa será diferente da do manuscrito.
A chamada de nota (incluindo os parênteses) deve ser composta em romano fino (mesmo se o texto ou o título for composto em itálico ou a negrito).
Travessões
Utilizar o travessão (Alt 0151) para introduzir os elementos de uma enumeração (regra única para todas as línguas).
Em português, pode por vezes utilizar-se o travessão em vez dos parênteses.
Títulos
Não utilizar a formatação manual, mas sim uma folha de estilos.
Na ausência de uma folha de estilos específica, utilizar os estilos Word (Heading 1, Heading 2, Normal, etc.).
Nunca datilografar todo o título em maiúsculas.
N.B.:
Utilizando os estilos do Word, no fim do tratamento do texto pode ser gerado automaticamente um índice; numa conversão em PDF para publicar um documento na Internet, geralmente estes títulos gerarão de modo automático hiperligações (bookmarks), elementos indispensáveis para facilitar a consulta em linha de PDF longos.

Outras recomendações

Quando um manuscrito é entregue por partes, o serviço autor, quando entregar a primeira parte do manuscrito, deve ter o cuidado de fornecer um índice (mesmo provisório) da obra, a fim de que os revisores de provas possam ter uma perspetiva global do documento.

O manuscrito deve ser cuidadosamente verificado pelo serviço autor antes do envio ao Serviço das Publicações. As correções devem revestir um caráter excecional e ser perfeitamente claras e legíveis. Quando são introduzidas correções importantes na fase da primeira prova, é necessário recomeçar tudo a partir do texto datilografado, o que tem consequências sobre a paginação (por vezes radicais, exigindo alterações em cascata), obrigando em muitos casos a provas suplementares e a efetuar uma nova verificação (com a correspondente dilatação dos prazos e dos custos).

Finalmente, é aconselhável, na medida do possível, não constituir registos compostos, que juntem textos criados com um software diferente.

Última atualização: 11.6.2020
Topo da página
Página anteriorPágina seguinte