ISSN 1831-5380
Mapa do sítio | Advertência jurídica | Cookies | Perguntas mais frequentes | Contacto | Imprimir a página

10.4.5. Ponto de interrogação

O ponto de interrogação coloca-se depois de frases interrogativas diretas:

«E beber? Sabes se ele bebe muito?» (Camilo Castelo Branco — A Corja)

Seguido do ponto de exclamação serve para tornar exclamativa a frase interrogativa:

«Trinta e cinco dias e trinta e cinco noites sobre o mar. E que mar?!» (Manuel da Fonseca — «Sete-estrelo», Aldeia Nova)

Entre parênteses denota dúvida na afirmação.

Última atualização: 30.4.2012
Topo da página
Página anteriorPágina seguinte