ISSN 1831-5380
Mapa do sítio | Advertência jurídica | Cookies | Perguntas mais frequentes | Contacto | Imprimir a página

9.1.3. Endereços nos documentos multilingues

Nas obras multilingues das instituições, órgãos e organismos da União Europeia, as listas de endereços são geralmente compostas uma só vez por uma questão de harmonização e coerência.

N.B.:
Nas obras unilingues, se os endereços tiverem de ser apresentados com a mesma estrutura em todas as versões linguísticas (por exemplo, num quadro que contém uma lista de endereços que aparecem na mesma página da publicação em todas as versões), utilizam-se as regras previstas para as obras multilingues.

Estados-Membros da União Europeia

Para os Estados-Membros da União Europeia, cada endereço é apresentado na língua original, tendo em conta as seguintes observações:

para a Bélgica, os endereços são indicados em francês e neerlandês (mediante acordo com as autoridades belgas, o alemão, a terceira língua nacional, não é representado),
para a Bulgária, a Grécia e Chipre, os endereços são indicados uma vez em carateres do seu próprio alfabeto e uma vez em carateres latinos (transcrição inglesa). Na versão de carateres búlgaros ou gregos, os nomes da cidade e do país aparecem igualmente em carateres latinos (transcrição inglesa),
para a Irlanda, os endereços são indicados em irlandês e inglês,
para Malta, os endereços são indicados em maltês e inglês,
para a Finlândia, os endereços são indicados em finlandês e sueco.
No ponto 9.1.4, é apresentado um exemplo de uma lista multilingue para os Estados-Membros da União Europeia.

Países terceiros

No caso dos países terceiros que não utilizam um alfabeto latino (a China, o Japão, os países de língua árabe, etc.), os endereços exigem uma transliteração numa língua de alfabeto latino. O nome do país, e eventualmente o da cidade, aparecem numa língua da União de maior divulgação internacional, em geral o inglês.

Última atualização: 11.6.2020
Topo da página
Página anteriorPágina seguinte